Doe Agora

BUSCA:

 

Quero ajudar


Encontrou um animal abandonado? 
Siga as orientações e ajude a encontrar um lar para ele.





1º - Verifique


Veja se o animal tem coleira e plaquinha de identificação, com endereço ou telefone. Verifique se há um número de registro, caso no seu município houver um serviço de cadastramento de cães e gatos – por ex., em São Paulo há o RGA, Registro Geral Animal. Pode ser também que ele tenha um chip, cuja leitura dos dados é possível na Divisão ou Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) local ou em algumas clínicas veterinárias.


Verifique se o animal aparenta estar doente ou se tem algum ferimento. Em caso positivo, leve-o a uma clínica veterinária antes de conduzi-lo para a sua casa, especialmente se você tiver outros animais.



2º - Localize o dono


É possível que ele tenha fugido e se perdido ou que os responsáveis estejam aflitos para encontrá-lo.


Sugestões:


- Coloque cartazes em clínicas veterinárias, pet shops, supermercados, lojas, farmácias, padarias, bancas de jornal... O Lambe-Lambe da ARCA Brasil é bem prático: basta preencher os dados e imprimir.


- Visite sites especializados:
www.pataapata.com.br

www.cachorroperdido.com.br
www.anuncioanimal.com.br
www.olharanimal.net


Se não teve retorno ou o antigo guardião não apareceu, o mais provável é que o animal que você encontrou seja mais uma vítima do abandono. Neste caso, dê início a um novo processo: o de doação!



3º - Prepare o animal/ Lar Transitório


  1. A) Higiene, abrigo e alimentação: estes itens são prioritários. Providencie a aplicação de um antipulgas e de um vermífugo adequado para a espécie, o porte e a faixa etária do animal. Em caso de dúvida, peça orientação ao veterinário ou ao funcionário do pet shop em que você adquirir os produtos. Ofereça também uma ração apropriada, água limpa e fresca. Ele precisa de um lugar coberto e confortável para se abrigar e dormir.

 

B) Se você não tem como manter o “hóspede” em sua casa, peça ajuda aos amigos, familiares e vizinhos. Alguém pode oferecer a ele um Lar Transitório, um dos mais importantes elementos nessa situação, até que surja um adotante definitivo.

 

C) Leve o bichinho a um médico veterinário para que ele receba as vacinas adequadas. Também é fundamental só doar animais castrados. O número de cães e gatos sem lar é imenso no Brasil, apenas o controle das crias pode impedir que esse problema piore. Em tempo: animais filhotes também podem ser castrados.

 

D) Os Veterinários Solidários da ARCA Brasil são profissionais que se destacam pela sensibilidade em relação a esse tipo de situação. Eles não atendem de graça, mas certamente darão uma atenção especial a você e ao seu protegido.



4º - Divulgue


Esta etapa é decisiva. Siga as dicas da ARCA Brasil:


· Cartaz: O Lambe-Lambe amplia as chances de encontrar um novo lar para o bicho. É só preencher os campos e imprimir! Cole o cartaz em pet shops, clínicas veterinárias, mercados e demais pontos de circulação de pessoas.


· Redes sociais/ sites: o facebook é atualmente a melhor ferramenta de divulgação pela internet, os conteúdos são visualizados e compartilhados por milhares de pessoas diariamente, gerando uma corrente virtual. Experimente.


Sites especializados abrem espaço para divulgação:
www.olharanimal.net
www.anuncioanimal.com.br
www.webanimal.com.br


DICA 1: Tenha em mente que quanto melhor for o seu anúncio, melhores serão as chances de conseguir um lar para o animal carente. Utilize fotos, faça uma boa descrição do bichinho e coloque um telefone de contato ou e-mail para futuros interessados, se preferir siga o modelo abaixo:


DOA-SE CADELA/CÃO (FOTO DO ANIMAL)
*Dócil, pelagem preta e marrom, super alegre e educada. Aparenta ter 2 anos, foi resgatada das ruas e precisa de um lar e um dono amigo. Já foi castrada, vacinada e vermifugada, Para lhe adotar, ligue para (xx) 0000-0000 ou escreva para seu@email.com.br , contato com _______.
*Descrever de acordo com as características do animal.

 

DICA 2: Procure entre seus contatos (celular, facebook, etc.) pessoas que possam ajudar ou ter interesse em adotar. Outra possibilidade é constituir um Lar Transitório, iniciativa cada vez mais praticada aqui e em outros países.


· O "boca-a-boca" não deve ser esquecido. Comente sua necessidade em doar o animal com amigos e familiares, especialmente com aqueles que você sabe que têm interesse e gostam muito de animais.


· Se o animal é de raça, entre em contato com associações de criadores idôneas (o Kennel Club costuma ter essa relação). Eles poderão orientá-lo ou até mesmo se interessar pelo bicho.


ATENÇÃO: AVALIE MUITO BEM O CANDIDATO(A). CERTIFIQUE-SE DE QUE ELE ESTÁ PREPARADO PARA OFERECER CARINHO, ATENÇÃO, CUIDADOS BÁSICOS (ALIMENTAÇÃO, HIGIENE, PASSEIOS, ETC), ZELAR PELA SAÚDE, VISITAR O VETERINÁRIO REGULARMENTE, ARCAR COM OS GASTOS QUE PODEM SURGIR NO DECORRER DA VIDA E NÃO ABANDONAR O ANIMAL EM HIPÓTESE ALGUMA.


PERGUNTE O QUE SERÁ FEITO EM ÉPOCA DE FÉRIAS OU FERIADOS PROLONGADOS, QUEM FICARÁ COM O ANIMAL, SE HÁ RECURSOS PARA HOSPEDAGEM, ETC. 

PEÇA PARA ELE ASSINAR O TERMO DE RESPONSABILIDADE DE ADOÇÃO (SE PREFERIR UTILIZE O MODELO ABAIXO).


Termo de responsabilidade de adoção.pdf


VISITE O ANIMAL ESPORADICAMENTE PELO MENOS NO PRIMEIRO ANO APÓS A DOAÇÃO. SE O BICHO ESTIVER MAL CUIDADO, LEMBRE O TERMO ASSINADO COM O ADOTANTE, POIS, SE NECESSÁRIO RESGATAR O ANIMAL PELAS VIAS LEGAIS, ESSE SERÁ UM DOCUMENTO IMPORTANTE.

OBS: SEGUIR AS RECOMENDAÇÕES ACIMA DIMINUI O RISCO DE DEVOLUÇÕES POR MÁ ADAPTAÇÃO.

 

Abrigos são uma opção?

Os abrigos geralmente enfrentam enormes dificuldades para suprir carências básicas de seus “hóspedes”. Precisam do apoio de toda a sociedade e de uma gestão profissional, o que inclui um veterinário responsável. Em virtude da superpopulação, da falta de estrutura e  de recursos, infelizmente muitos deles tem dificuldades em controlar doenças do ambiente.

 

NOTA: A ARCA Brasil não mantém abrigos nem recolhe animais. Nosso trabalho é conscientizar a sociedade para a prática da posse/guarda responsável, influenciando políticas públicas  por meio de projetos-modelo replicados em todo o território nacional, a exemplo da cidade de São Paulo.

 

 

 

 

 

Cadastre-se e receba informações da ARCA:

NOME:

E-MAIL:








Reprodução de conteúdos
Estimulamos a reprodução de nossos conteúdos, desde que na íntegra, com créditos para a ong, ao autor (quando houver) e link para o site da ARCA notificando para arcabrasil@arcabrasil.org.br Edições de texto devem ser previamente consultadas. Não é permitida a reprodução de fotos.